A luz de Leonardo Macedo

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012


Leonardo Macedo desde sempre gostou de literatura e de anotar trechos dos seus livros prediletos em cadernos. Com o advento da internet, esse costume passou para a blogosfera e hoje ele mantém um dos blogs mais sensacionais que a Corrente lê e acompanha: "A luz aflora onde nenhum sol brilha". 
No blog ele posta textos de autores consagrados em composição a pinturas e gravuras belíssimas. Há pouco, Leonardo criou a página do blog no Facebook. A ideia é não somente publicar o mesmo conteúdo do blog, mas criar conteúdo diferenciado, rápido e dinâmico para quem acessa a rede social. 

Na entrevista abaixo, Leonardo nos conta como o blog surgiu, como é desenvolvê-lo e um pouco sobre os seus autores prediletos.

Corrente Literária: De onde surgiu a ideia de montar o blog? A composição entre poesia e texto é intencional?
Leonardo Macedo: A ideia surgiu de um hábito antigo que consistia em anotar frases, textos e poesias em um caderno, gostava de ler esses trechos que me marcavam e tê-los todos reunidos em um só lugar, era uma ideia muito boa, então, com a chegada dos blogues eu migrei esse hábito, tive outros dois blogs até chegar nesse formato atual. O processo de criação das postagens é feito de forma muito cuidadosa, para provocar o leitor, mas não há uma regra, posto o que me toca e nem sempre a poesia ou o texto é o fator principal, às vezes, é mero complemento da arte. A ideia é mostrar que a arte, em geral, pode complementar entre si.

CL: Você pensa em publicar seus textos no blog?
LM: Sim, na verdade já posto textos no blog, penso que há um momento certo pra cada texto, poema ou imagem, ele deve vir com dores de parto, com êxtase, o sentir mostra o momento certo para cada composição.

CL: Qual autor (a) você mais lê e posta?
LM: O autor com maior número de postagens é Saint Exupéry, devorei toda a obra dele, que infelizmente é conhecido apenas por Pequeno Príncipe, mas há ótimos livros, como Cidadela, cheio de reflexões e sabedorias do autor, tiradas das próprias experiências vividas. Mas não posso deixar de citar outros preferidos, como Sylvia Plath, Proust e Dylan, são de leitura difícil, densa e por isso inesgotável.


CL: "A luz aflora onde nenhum sol brilha", frase de Dylan Thomas, dá o nome ao blog e a página no Facebook? Por que a escolha?
LM: Vejo essa frase como uma critica ao mundo atual, onde as pessoas buscam a felicidade nas coisas mais fúteis e a tecnologia nos sufoca. É uma frase que remete à nós, ao nosso interior, a luz é o que nos enche de entusiasmo o coração e isso pode ser encontrado na simplicidade das coisas, até mesmo de uma frase ou arte. Por isso a escolha dela para o blog.

CL: Qual livro te marcou mais?
LM: O livro que me encantou e por isso marcou mais, é O Pequeno Príncipe  de Saint Exupéry. É um livro que se transforma, podemos lê-lo em qualquer fase da vida e tirar um aprendizado novo, sua simplicidade e singeleza enchem-nos o coração, é um livro de gente em extinção.


Gostou da entrevista com Leonardo? Então confira o BLOG e a PÁGINA no Facebook!


2 comentários:

  1. Não o conhecia ainda mas senhor do céu, que blog interessante o dele!
    CL como sempre nos trazendo descobertas boas. :)

    ResponderExcluir